RieslingVinho Branco
2 Comentários

Introdução ao Vinho Riesling: Tudo o Que Você Precisa Aprender

Uma variedade de uva branca de colheita tardia e bastante produtiva, é uma das variedades de uva mais cultivada no hemisfério norte, pois gosta de climas frios, dando origem a um incrível vinho Riesling, tanto frescos quanto gastronômicos.

Assim, oferece vinhos brancos secos no e também doces, caracterizados por uma acidez poderosa (frescor) e uma mineralidade notável. São vinhos sutis, distintos, delicadamente perfumados e lindamente equilibrados, se bem manejados nas vinhas.

svg+xml;base64,PHN2ZyB4bWxucz0iaHR0cDovL3d3dy53My5vcmcvMjAwMC9zdmciIHZpZXdCb3g9IjAgMCA5NjggNDUwIiB3aWR0aD0iOTY4IiBoZWlnaHQ9IjQ1MCIgZGF0YS11PSJodHRwcyUzQSUyRiUyRnd3dy52ZW1kYXV2YS5jb20uYnIlMkZ3cC1jb250ZW50JTJGdXBsb2FkcyUyRjIwMjAlMkYxMiUyRnZpbmhvLWUtdXZhLXJpZXNsaW5nLTk2OHg0NTAuanBnIiBkYXRhLXc9Ijk2OCIgZGF0YS1oPSI0NTAiIGRhdGEtYmlwPSIiPjwvc3ZnPg==

Sobre a origem da uva Riesling

Riesling é uma variedade de uva branca muito antiga, que data da era galo-romana e nasceu na Alemanha, perto do Reno. É cultivada como uma uva nobre na Alsácia e Mosela, mas também na Itália, Austrália, África do Sul, Califórnia , Europa Central e Rússia. No entanto, é na Alemanha que permanece predominante. Em todo o mundo, existem mais de 60.000 hectares plantados de Riesling, fazendo com que o vinho Riesling esteja presente em quase todos os continentes.

CURIOSIDADE
A Alsácia, hoje parte da França, era terreno Alemão. Em 1871, após o fim da Guerra Franco-Prussiana, a Alsácia e a maior parte da Lorena, que faziam parte da França antes da guerra, foram anexadas ao recém-formado Império Alemão, porém o Tratado de Versalhes, de 1919, forçou a Alemanha a ceder a Alsácia para a França. Por isso temos belos exemplares de Riesling Alemães e Franceses, de regiões próximas da Alemanha.

Riesling se adapta a todos os solos, mas prefere solos leves e xistosos. Ele suporta muito os invernos frios do clima continental. No entanto, ele não suporta a seca. Seus cachos e bagas são pequenos e compactos, de cor amarela dourada com algumas manchas avermelhadas quando atingem a maturidade.

Onde é mais produzido?

É encontrado principalmente no leste da França, na denominação da Alsácia, na Alsácia Grand Cru e também no Crémant d’Alsace, onde pode ser usado na mistura de seus excelentes vinhos e espumante.

Uva Riesling, que dá origem ao Vinho Riesling.

É uma variedade de uva que traduz o terroir onde é plantado como um espelho, parecido com a uva Chardonnay. Encontramos suas expressões mais complexas nas melhores encostas, na denominação Alsace Grand Cru.

Encontraremos nuances entre o vinho Riesling produzido em um terroir de granito, com expressões florais, vinhos mais leves e muito cinzelados.

Se o Riesling for produzido em solos mais sedimentares, como argila-calcário, teremos Vinhos Riesling sempre mais secos, porém mais estruturados, gastronômicos.

Riesling é uma das grandes safras da Alsácia. Aqui ele produz notáveis vinhos brancos secos ou doces a partir de colheitas tardias ou uma seleção de grãos nobres concentrados em açúcares. Os vinhos feitos a partir de riesling têm uma grande complexidade aromática que varia de acordo com o terroir. Eles também se distinguem por uma boa acidez.

Produção de vinho Riesling fora da Alsácia

Encontrado em outros lugares do mundo, especialmente na Alemanha, onde faz parte da principal variedade de uva do país. Também é encontrado no hemisfério sul, especialmente na Nova Zelândia, onde produz resultados muito bons.

svg+xml;base64,PHN2ZyB4bWxucz0iaHR0cDovL3d3dy53My5vcmcvMjAwMC9zdmciIHZpZXdCb3g9IjAgMCA5NTIgOTgyIiB3aWR0aD0iOTUyIiBoZWlnaHQ9Ijk4MiIgZGF0YS11PSJodHRwcyUzQSUyRiUyRnd3dy52ZW1kYXV2YS5jb20uYnIlMkZ3cC1jb250ZW50JTJGdXBsb2FkcyUyRjIwMjElMkYwNCUyRm9maWNpYWwyLnBuZyIgZGF0YS13PSI5NTIiIGRhdGEtaD0iOTgyIiBkYXRhLWJpcD0iIj48L3N2Zz4=

Riesling é uma variedade de uva nobre (família da Alsácia, que inclui castas com forte identidade e caráter), mas pode ser sensível a certas doenças e também as geadas. Sua casca é bastante fina, por isso requer um trabalho diligente na vinha, algo que costuma encarecer os vinhos desta variedade de uva, algo próximo do que acontece com a Pinot Noir.

Riesling em cortes ou blends

Em geral, riesling não é misturado com outras variedades de uvas da Alsácia. Mas há algumas exceções, para destacar o terroir e não a uva em si, especialmente no Kaefferkopf grand cru.

Harmonização do vinho Riesling

As notas cítricas e de limão os tornam vinhos ideais para acompanhar peixes e mariscos. Na colheita tardia ou na seleção de uvas nobres, a Riesling se apresenta como uma companhia perfeita para sobremesas.

Uma das grandes vantagem do vinho Riesling é sua perfeição para a gastronomia. Você encontrará muitas harmonizações possíveis, principalmente com aves. Também com um peixe levemente assado, como um robalo com um filé e limão. Acompanha bem queijos de cabra.

Riesling é para ser apreciado a uma temperatura de cerca de 10 a 12 graus, não hesite em decantar seus vinhos. Muito boa degustação!

Reconhecida como a variedade de uva de excelência, a Riesling oferece vinhos brancos com a reputação de estar entre os melhores vinhos riesling. Os vinhos da Alsácia feitos com esta uva são considerados vinhos gastronômicos, feitos para harmonizações perfeitas.

Notas de degustação do vinho Riesling

Riesling revela os vinhos secos de grande frescor. Estes vinhos apetitosos, elegantes e levemente frutados são incrivelmente sutis, tornando-os por excelência gastronômicos. Os Riesling revelam sua sutileza combinada com pratos tradicionais da Alsácia, como o chucrute.

Na prova cega , tome cuidado para não confundir Riesling com Chenin Blanc, pois ambos podem ser vinificados em seco, demi-seco e suave. Existem alguns aromas bastante semelhantes, nomeadamente notas de citrinos, flor branca e certas frutas amarelas.

Avaliação visual

O Riesling é caracterizado por uma cor amarelo pálido com algumas reflexões verdes.

Avaliação olfativa

No nariz, descobrimos um buquê sutil e atrevido com muitos frutos, como cítricos e florais, como urtigas brancas ou aromas de flor de limão.

Avaliação gustativa

No paladar, é o frescor anunciado pela cor que predomina com, no entanto, uma amplitude acentuada no palato médio.

Vinho para envelhecimento

Riesling é uma uva perfeita para o envelhecimento, revela-se até com o tempo, sempre nos melhores terroirs. Se você tem um grande cru riesling, não hesite em esperar 10 ou 15 anos antes de beber, ele desenvolverá aromas muito interessantes de cera, cera de abelha, mel e notas de raiz muito interessantes. Combinação de

O processo de cultivo e cuidados

Casta de uva extremamente tardia, amadurece graças a noites frias que lhe conferem qualidades. Suas folhas são redondas e grossas e possuem pontas finas. As bagas são pequenas, de cor verde ou amarela, com casca grossa e reunidas em um pequeno aglomerado cilíndrico e compacto com um pedúnculo curto.

Riesling se expressa perfeitamente em terrenos pouco ricos, com preferência pelos solos leves.

E então, conseguiu aprender um pouco sobre essa uva pouco conhecida no Brasil, mas de grande popularidade na Alemanha? Caso ainda não tenha experimentado, sugiro um exemplar de Riesling alemão, só assim para ter a verdadeira experiência de um Riesling de raiz, muito bem manejado e vinificado. Vale muito a pena!

Conte pra gente se você já teve alguma experiência com Riesling ou alguma dúvida sobre essa variedade de uva de vinho branco aí abaixo, no campo de comentários!

2 Comentários. Deixe novo

  • svg+xml;base64,PHN2ZyB4bWxucz0iaHR0cDovL3d3dy53My5vcmcvMjAwMC9zdmciIHZpZXdCb3g9IjAgMCA1MCA1MCIgd2lkdGg9IjUwIiBoZWlnaHQ9IjUwIiBkYXRhLXU9Imh0dHBzJTNBJTJGJTJGd3d3LnZlbWRhdXZhLmNvbS5iciUyRndwLWNvbnRlbnQlMkZ3cGhiLWNhY2hlJTJGZ3JhdmF0YXIlMkYzNDglMkYzNDgyMDc3MDY4Nzk3MTdkZDUyODkwNTc5ODg2NmVlZng1MC5qcGciIGRhdGEtdz0iNTAiIGRhdGEtaD0iNTAiIGRhdGEtYmlwPSIiPjwvc3ZnPg==
    Pablo Vinicius Silva Gomes
    19 de dezembro de 2020 15:52

    Senti falta da característica que mais me atrai nesta casta, os aromas derivados do petróleo e gasolina, gostaria de saber em quais condições, terroir, métodos de vinificação etc eu posso encontrar a maior expressão deste tão amado petrolato.

    Responder
    • Ótima colocação Pablo!

      Realmente não mencionamos no texto essa que de fato é característica marcante nos Riesling Alsacianos. Mas eu sabia que poderia levantar dúvidas, já que o assunto é demasiado extenso pra debatermos neste modesto blog. Mas vou te por algumas posições pra você entender o quão complexo esse debate pode virar. Eu infelizmente confesso que não tenho conhecimento de química o suficiente pra poder ter uma opinião bem definida. Mas vamos lá.

      A região da Alsácia e Lorena foi a primeira região da França a iniciar a atividade mineira na extração de carvão mineral, o início dessa exploração se deu com a demanda por carvão lá no início da Revolução Industrial, o que indica que o solo da região é de fato rico em minerais que podem trazer ao “terroir” a “faceta” de emprestar alguns aromas de hidrocarbonetos ao vinho. Esta é uma linha, ou seja, os aromas que você mencionou e gosta estariam ligados ao terroir, de fato. Vamos a próxima.

      Uma segunda linha defende que na verdade, os aromas empireumáticos de natureza mineral, que seriam hidrocarbonetos, óleo, gasolina, etc., nada teria a ver com o solo, eles seriam derivados de um processo químico, que é a formação de um composto aromático denominado TDN, e a origem desse composto seria o caroteno/beta-caroteno presente na uva, uma outra substância química da própria fruta, presente em outras como tomate, etc., um outro antioxidante poderoso presente no vinho final. Eu tendo a acreditar nesta segunda linha, porque já experimentei alguns Syrah envelhecidos em barrica e, pra mim, eles tendem a puxar também esses aromas de óleo, gasolina, etc. Nunca fiz uma correlação ao local de onde esses vinhos vieram, mas lembro da experiência…

      Esse é o máximo que vou conseguir agregar em conhecimento pra ti, Pablo. Se eu dominasse melhor o assunto poderia afirmar algo, mas como disse, tenho uma opinião por falta de experiência técnica mesmo… Ainda assim, espero ter ajudado!

      Marcos Marcon
      Editor
      Vem da Uva

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu
  
 Cadastre-se  e Aprenda 
 Sobre Vinho Grátis! 
Toda semana você recebe uma aula exclusiva no seu e-mail, tudo grátis!
ASSINAR ➤
Aproveite! Em breve nossos cursos serão exclusivos para assinantes!
close-link