12 Curiosidades Sobre a Escolha do Local de Implantação dos Vinhedos

Matéria por:

Você sabia que há vários fatores que podem influenciar na escolha da implantação de um vinhedo, logo a uva colhida aportará determinadas características inerentes as escolhas feitas em relação a onde e como o vinhedo foi implantado, que no final poderão ser observadas no vinho servido em sua taça.

As vezes a plantação das videiras não sai como esperado

Exemplos de empreitadas mal sucedidas existem aos montes no mundo do vinho. Claro que, o produtor acaba optando por tecnologias para conseguir tirar o melhor daquela videira.

O que não precisaria ser feito, se tivesse escolhido o terreno ideal para aquele tipo de uva.

Um desastre desse custa muito dinheiro e acaba levando um vinho não tão bom para a sua mesa, sabia?

E como isso pode ser resolvido?

Você deve imaginar que as videiras são plantadas em diversos lugares, onde em cada um desses lugares, a mesma cepa pode originar vinhos de diferentes características. E você já se perguntou o por quê?

Já contamos para vocês aqui, o que a falta ou excesso de água pode trazer ao seu vinho.  Mas você sabia que existem outros fatores ambientais que implicam na qualidade do seu vinho?

12 curiosidades do vinho, vinhedo e videiras

Vamos contar para você algumas dessas curiosidades relacionadas a vinhedos e a videira propriamente dita.

1.Você sabia que as videiras das espécies e gênero Vitis possuem seu centro de origem paleontológico na Groelândia, onde se encontraram os fósseis mais antigos de suas ancestrais. A primeira espécie de Vitis surgiu há 300 mil anos, e que após a glaciação do período quaternário extingui-se do local e se dispersou em duas direções: -Amero-asiática e outra euro-asiática.

2. No Brasil, 85% da produção são da uva chamada “comum” e o restante das ditas “finas”. A uva comum é a fruta de espécies americanas e a uva fina provém de espécies europeias. A produção no mundo baseia-se na espécie de uvas europeias Vitis Viníferas, superando 96%.

3. Você sabia que a cada aumento de 100 m de altitude corresponde a um atraso na brotação de 1 a 4 dias e atraso na maturação de 1 a 4 dias?! Mas o que isso tem a ver com meu vinho!? Apenas tudo. Uma vez que uma uva não bem madura dificulta o trabalho do enólogo em oferecer um bom vinho.

4. Quando plantadas em encostas, os rendimentos de frutos são menores, mais sua qualidade é maior. As encostas são melhores para as videiras, pois nela há melhor drenagem, (veja aqui o artigo sobre Estresse Hídrico: O que isso afeta no meu vinho) tanto da água nos solos, como do frio na superfície.

5. Além da drenagem as encostas possuem a capacidade de expor os vinhedos à uma melhor exposição solar, contribuindo para uma boa maturação dos frutos.

6. Você sabia que a região sul do Brasil, encontra-se em área que, em termos de comparação com a viticultura mundial, seria considerada inadequada? Isso acontece devido ao excesso de umidade do ar, que facilita o surgimento de moléstias fúngicas. No entanto, aplicam-se práticas culturais, que tem levado a região a produzir uvas de qualidade, surpreendendo o mundo com a qualidade dos vinhos elaborados.

7. Se você submeter sua videira morre quando a temperatura chega a 55ºC, e que a partir de 39ºC ela já começa a demonstrar redução nas atividades vitais.

8. A videira precisa tomar sol, em seu período de vegetativo necessitam de 1200 a 1400 horas de sol. Isso garante que elas sobrevivam todo o inverno sem fazer fotossíntese.

9. O clima é fator determinante para que seu vinho seja bom. Então o ideal seria que as chuvas fossem bem distribuídas o ano todo, sendo que é bom quando chove no inverno e início da primavera, e que no verão o clima seja seco. Em princípio, quanto menos chuva, melhor a uva produzida.

10. Assim como há uma quantidade de chuva ideal, há também a importância da umidade do ar, que pode facilitar ou não a incidência de doenças na uva. A umidade ideal está entre 62% e os 68%.

11. Geadas nos períodos em que a videira já possui seus brotos novos (primavera), é extremamente danosa.  Ou seja, na Serra Catarinense, por exemplo, este é mais um fator a ser cuidado, para que a safra seja garantida, permitindo que seu ótimo Chardonnay e Sauvignon Blanc cheguem a sua taça.

12. Você sabia que até a cor do solo pode influenciar no seu vinho?! Solos escuros se aquecem com maior facilidade, sendo assim, recomendado para o plantio de uvas tintas. Já os solos claros aquecem-se menor e de forma lenta, sendo recomendados para variedades brancas.

Conclusão

Bom, espero que com essas curiosidades e fatos acima citados, na próxima compra você já relacione a região de onde vem seu vinho e as características de seu ambiente.

Será que lá é fácil ou não produzir essa uva?! Porque será que os vinhos de lá são mais caros?! Algumas dessas perguntas podem estar relacionadas há algumas das situações acima dispostas.

Ficou curioso com qual delas pode determinar o preço do seu vinho? Gostou de saber mais um pouco sobre as responsabilidades do meio ambiente em sua taça?

Não deixe de nos enviar sua opinião sobre ou mandar questionamentos, talvez podemos falar mais detalhadamente sobre algum dos pontos discutidos.

Diga no campo de comentários o que você achou do nosso texto! Tem algo a acrescentar? Manda brasa!

Este post foi útil?

Clique em uma estrela para votar!

Nota média / 5. Contagem de votos:

NO MESMO ASSUNTO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Talvez Você Também Goste

Menu