1. Início
  2. Vinho Tinto
  3. Malbec
  4. Vinho Malbec: Quais Suas Características Básicas?

Vinho Malbec: Quais Suas Características Básicas?

Vinho Malbec

Brasileiro ama um Vinho Malbec, isto é um fato. Está entre os tipos de vinhos mais consumidos pelos brasileiros, a maioria são vinhos Malbecs Argentinos. Vamos saber logo por quê?

escolher um bom Malbec argentino ou de qualquer outro país, já não é tarefa tão certa.

Por isso, diferenciar as características básicas de um vinho Malbec, com certeza, se faz fundamental para acertar em cheio na escolha.

Deseja conhecer um pouco mais sobre essa bebida apreciada no mundo todo? Vem com a gente!

Vinho Malbec e Argentina: um caso de amor

Embora esta uva tenha suas origens na França e também esteja presente em diversos países como Chile, Austrália e Nova Zelândia, a alta qualidade do vinho Malbec já vem de longa data, por meio dos vinhos argentinos.

uva malbecO motivo disso é que a condição climática dos nossos “hermanos”, especialmente com relação à região próxima à Cordilheira dos Andes, na cidade de Mendoza, favoreceu o máximo desempenho da uva Malbec.

Por mais que esta uva seja utilizada na fabricação de outros tipos de vinho, o fato é que no que diz respeito ao vinho Malbec, nenhum será tão bom e fiel às características quanto os argentinos.

A Argentina também soube reconhecer uma oportunidade de Marketing, nomeando a uva Malbec como sua uva emblemática. Assim, sempre que fala-se de vinho Malbec, lembra-se de vinhos argentinos.

Se você for pensar de uma forma diferente, o Malbec funciona como o promotor dos vinhos argentinos, já que muita gente inicia os conhecimentos no mundo do vinho depois de provar um vinho da uva Malbec.

Quais são as características básicas de um vinho Malbec?

Cor do vinho Malbec

Não é em vão que este vinho pertence à família dos tintos clássicos, já que ele possui cor em tom vermelho púrpura bem intensa, também conhecida como rubi violácea.

Em outras palavras, trata-se de um vinho robusto e bem concentrado. Puxando um pouco mais para o roxo que para o vermelho.

Aroma do vinho Malbec

Aromas no VinhoO vinho Malbec possui um aroma que recorda frutas de coloração forte, tais como cerejas maduras, ameixas, morangos e anis.

Malbec tem aromas que lembram ameixa.

Geralmente a uva Malbec tem aromas das conhecidas “frutas vermelhas” porém de casca um pouco mais escuras, como as ameixas, foto ao lado.

Além disso, este vinho pode mostrar um certo aroma floral que denota baunilha e violetas, tornando-o ainda mais agradável e marcante.

Sabor do vinho Malbec

Outra das principais características desse vinho trata-se do sabor prolongado e suavemente adocicado proporcionado pela intensidade das frutas maduras.

Assim, ele está longe de ser considerado um vinho fresco. É um vinho que pode ser considerado suave exatamente por este detalhe de sabor. O que não significa que o vinho não seja potente e tânico.

Por conter acidez bem equilibrada e taninos redondos, este vinho favorece um paladar longo e aveludado com agradável textura, ou seja, não é aquela bebida que “amarra a boca”.

Exatamente por este motivo, o vinho feito da uva Malbec consiste em um vinho predominantemente gastronômico, de fácil paladar.

Qual o momento ideal para tomar e servir um vinho Malbec?

Por se tratar de um vinho aromático e com excelente profundidade de sabor, o vinho Malbec consiste na melhor opção para as noites de outono e inverno, ou seja, quando a temperatura está baixa.

Já com relação aos dias e noites mais quentes, ele não é considerado uma opção interessante.

Ele não é um vinho de verão, já que neste caso, é recomendado escolher algum tipo de vinho que seja menos intensos ou mais frescos, como o branco, Pinot Noir ou rosé, por exemplo.

Como harmonizar o Malbec?

Você certamente deve estar se perguntando quais são os pratos mais recomendados para acompanhar um bom Malbec, aproveitando para servi-lo em um jantar especial para a família ou amigos.

De forma geral, este vinho fica muito bem com carnes de sabor forte:

  • Picanha;
  • Alcatra;
  • Costela (e outros cortes especiais de churrasco)
  • Cordeiro;
  • Pato (se feito com molho de personalidade);
  • Alguns tipos de pratos baseados em cogumelos;
  • Prato a base de pimentões;
  • Molhos mais fortes à base de alho e cebola;
  • Pratos elaborados com berinjela ou que contenham muitas nozes;
DICA
Perceba que os cortes de carnes indicados são os mais suculentos, preparados ao ponto ou mal passado

O motivo disso é que a suculência das carnes ou o sabor forte dos cogumelos favorece um paladar ainda mais agradável ao vinho, consistindo na harmonização perfeita.

ATENÇÃO
Em hipótese alguma um legítimo vinho de uva Malbec deverá ser servido com peixes, frango e saladas.

11 Bons Vinhos Malbec Para Você Comprar e Degustar

Para acertar ainda mais na escolha deste tipo de vinho, nada melhor que você já saber quais são os melhores disponíveis nas adegas e grandes supermercados.

Por isso, elaborei uma lista especial considerando principalmente os melhores Malbecs produzidos no Chile e na Argentina com preços que atendem todos os bolsos:

Quer ir de Malbec brasileiro, nacional? Também indicamos abaixo!

Caso você não encontre uma dessas marcas, a dica certeira é sempre verificar no rótulo onde o vinho foi produzido.

De forma geral, os de tipo Malbec produzidos na França, Brasil, Itália ou demais países, mostra, mostram características diferentes dos Malbecs feitos na Argentina.

Assim, priorize as marcas oriundas do nosso país vizinho, ainda que elas sejam um pouquinho mais caras, mas não deixe de experimentar o Michele Carraro Malbec 2010 para ser surpreendido.

Qual a origem do nome Malbec?

Antes de mais nada, é preciso enfatizar que o nome deste vinho foi escolhido em virtude da uva utilizada em sua fabricação, ou seja, a uva Malbec.

Já o nome Malbec vem do nome de um viticultor húngaro chamado Malbek, como vimos em nosso artigo de curiosidades sobre o vinho Malbec.

Obviamente o vinho Malbec não é suave, portanto, não vá na onda de quem acredita que Malbec pode ser uma uva “suave” ou menos forte.

Ela pode ser tão potente quanto uma Merlot se bem cuidada.

E então, o que achou dessas características básicas de um vinho Malbec? Para saber ainda mais sobre este assunto, leia um post especial sobre as curiosidades desta saborosa uva.

10 curiosidades do vinho Malbec (que talvez você não saiba!)

Saber tudo sobre vinho é impossível. Por isso a gente vai deixando gotinhas de conhecimento em nossas postagens. Dessa vez, selecionamos algumas curiosidades do vinho Malbec que é, possivelmente, o argentino mais amado (ou seria o único?) pelos brasileiros.

Ao saborear um bom vinho, poucas pessoas sabem toda história envolvida quanto ao surgimento, plantio, dificuldades e origem daquela uva.

Por isso, resolvi preparar uma relação muito interessante de algumas curiosidades sobre o vinho Malbec, a grande especialidade dos argentinos. Vamos a elas.

A Malbec faz parte da família das uvas vinífera de origem francesa. Ainda bastante cultivada na região de Bordeaux. Para os brasileiros, ela é famosa pelos vinhos feitos na Argentina.

Muito comum em prateleiras de mercado, de preço acessível e fácil de beber, logo encantou nossos consumidores. Vamos aprender um pouquinho mais sobre ela?

1. Quanto ao surgimento do nome

O vinho em questão recebeu este nome devido ao tipo de uva envolvida na sua produção, ou seja, a Malbec.

O nome da uva por sua vez surgiu em homenagem a um vinicultor húngaro chamado Malbek (exatamente com K no final), responsável pela disseminação desta casta pela Europa.

A Malbec surgiu na França, mais precisamente na região de Cahors e posteriormente foi para Bordeaux.

2. Como esta uva chegou na Argentina

A Malbec chegou ao solo argentino (sobretudo na região de Mendoza), próxima à Cordilheira dos Andes, por meio dos imigrantes europeus que desejavam difundir o cultivo das vinícolas no país.

É nessa paisagem que os Malbecs mais famosos do mundo nascem. Créditos: Huffington Post

Mal sabiam eles que exatamente neste momento as condições climáticas deste país no sul da América seriam determinantes para aprimorar a qualidade da uva, transformando-a no sucesso que hoje a Malbec argentina desfruta.

3. Por que esta região foi tão favorável?

O grande “segredo” de a Malbec ter se dado tão bem com o clima na argentina reside na altitude.

Para que esta uva apresente os melhores resultados, ela necessita de uma região que esteja acima do nível do mar e que obtenha maior intensidade de exposição aos raios solares.

Ao buscar se proteger dos raios ultravioletas, as uvas começam naturalmente a desenvolver cascas mais escuras e resistentes, dando a este vinho as características tão reconhecidas em sua cor, aroma e sabor.

4. O vinho ideal para o inverno

O melhor período do ano para usufruir do marcante sabor de um vinho Malbec consiste nas estações mais frias, ou seja, durante o outono e o inverno.

Em hipótese alguma um autêntico Malbec poderá ser servido em dias ou noites quentes. Definitivamente não combina.

5. Outros países onde esta uva é cultivada

Embora a Argentina seja responsável por mais de 60% da produção de uva Malbec em todo o mundo, muitos outros países mantem o cultivo desta uva para utilizá-la na composição de outros vinhos.

CURIOSIDADE
A Argentina detém 60% da produção da uva Malbec do mundo.

Esses países são:

  • Itália
  • Espanha
  • França
  • Estados Unidos
  • África do Sul
  • Nova Zelândia

Vale ressaltar que pelo fato de o Chile também ocupar a região pertencente à Cordilheira dos Andes, a produção de Malbec neste país começa a ganhar notoriedade pela qualidade.

6. A melhor harmonização da bebida

Outra das curiosidades sobre o vinho Malbec que merecem destaque trata-se da harmonização, ou seja, com quais alimentos esta bebida mais combina.

A harmonização do Malbec, em virtude das características de sabor, ele combina muito bem com carnes vermelhas.

Veja outras harmonizações possíveis do vinho Malbec:

  • Carnes vermelhas (especialmente os cortes mais suculentos)
  • Pratos a base de cogumelos;
  • Prato a base de pimentões;
  • Molhos mais fortes à base de alho e cebola;
  • Pratos elaborados com berinjela ou que contenham muitas nozes;

Traduzindo, este tipo de vinho casa bem com comidas mais fortes e com sabor intenso.

De forma alguma o Malbec deve ser servido com alimentos como saladas, queijos leves e claros, embutidos, frango ou peixes.

7. O argentino ainda é o melhor

Embora muitos países se dediquem ao cultivo da uva Malbec, o vinho argentino ainda ganha (de longe) em qualidade, já que ele se mantém fiel às melhores características desta uva.

Mas aqui vale uma ressalva: seu país de origem – a França – ainda faz Malbecs excelentes, porém são utilizados em vinhos de corte, misturados à outras uvas. Raramente veremos um Malbec francês, mas eles existem.

Por isso, para não errar na escolha na hora de comprar um Malbec, é indispensável escolher um produzido na Argentina, mais especificamente na região de Mendoza. Logo, nada melhor que ficar de olho nas informações contidas no rótulo.

8. Preços acessíveis

Mesmo se tratando dos vinhos da Argentina, em virtude da proximidade nossa com este país, os preços desse vinho não costumam nos levar à falência.

Traduzindo, há excelentes opções de Malbec argentino para todos os bolsos. Inclusive, a maioria deles já recebeu prêmios internacionais graças a altíssima qualidade.

9. Qual a melhor taça?

Para servir um delicioso vinho Malbec chega a ser indispensável saber a taça que mais favorece a apreciação desta bebida.

Neste caso, a taça mais indicada é a taça padrão, um pouco mais fechada. O formato dela favorece a percepção dos aromas e sabores marcantes do Malbec.

Vale lembrar que quando se trata de servir vinho, sobretudo os tintos, jamais deve-se encher a taça. A quantidade recomendada a ser servida de cada vez é de 50ml.

10. Fabricantes recomendados

Ao escolher um excelente vinho Malbec por preço relativamente acessível, vale prestar atenção a estes fabricantes:

  • Catena Zapata
  • Salentein
  • Kaiken
  • Nieto Senetiner
  • Siete Fincas
  • Alfredo Roca
  • Santa Julia
  • Vistaflores
  • Bodega de los Haroldos
  • Chakana
  • Viña las Perdices.

Se tiver a chance, também vale experimentar este Malbec nacional: Michele Carraro Malbec 2010.

E então, você já sabia de uma dessas curiosidades sobre o vinho Malbec? Me conte o que achou e é claro, capriche nas próximas escolhas para este inverno. Qualquer dúvida, já sabe. Só chamar a gente nos comentários abaixo!

Este post foi útil?

Clique em uma estrela para votar!

Nota média / 5. Contagem de votos:

Este post ainda não tem votos, seja o primeiro!

Artigos Relacionados

1 Comentário. Deixe novo

  • A harmonização do Marmec com as carnes de sabor forte é sequencial com o consumo de água e a percepção gustativa antes da ingestão proteica?

    Gostaria de apreciar uma sequencia gustativa do Malbec Argentino combinado com uma sequência na harmonização perfeitos cores, cheiros e sabores em um paladar limpo e associado ao alimento posteriormente

    Ainda estou em faze de aprendizado , entretanto fervilhando em idéias para a “revolução” das degustações presenciais explorando de maneira mais ampla os sentidos em cada etapa que pode ser dividida em quatro: Vinho , Agua , Alimento , Vinho

    Atenciosamente

    Alice

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

MAIS LIDAS

Categorias

CONHECE NOSSO GUIA?
Como Degustar Vinho Como um Profissional
de R$29,90 por R$19,90

Menu