Vinho Reserva ou Reservado é bom? Qual a diferença?

Matéria por:

Você sabia que existe diferença entre um pequeno detalhe nesta palavra tão comum em garrafas de vinho. Principalmente vinhos Chilenos e Argentinos, sabia?

Parece loucura, né? Mas “Reserva” e “Reservado” significam coisas totalmente diferentes quando estamos falando sobre vinho.

O que é o Vinho Reservado, então?

O termo vinho Reservado é utilizado na América do Sul, mas sem nenhuma regra ou legislação.

Os vinhos que possuem este termo são vinhos simples, produzidos para consumo diário.

Esses vinhos não devem ser guardados por muitos anos, tendo de ser consumido já nos anos seguintes a sua safra.

O vinho Reservado possui como diferencial, ser um estilo fácil de beber. Geralmente bem frutado, sem amadurecimentos em barricas de carvalho e sem complexidade, ou o que chamamos de médio a baixo corpo.

São vinhos geralmente produzidos em grande escala, de forma industrial, e tem como objetivo manter suas características de uma safra para a outra.

Na produção do vinho Reservado, não existe especificidade no processo de vinificação, o produtor é livre.

Geralmente, o vinho Reservado serve para identificar vinhos de entrada, que geralmente são os mais simples da linha de produção daquela vinícola.

Lembrando que o termo não está ligado a qualidade, mas sim ao estilo do vinho. Quando se fala de vinho Reservado, fala-se de um vinho simples sem objetivo de guarda e pronto para o consumo.

Devemos nos lembrar de que apesar de serem produzidos em alta demanda, possuem, no geral, boa qualidade.

O vinho reservado, na maioria das vezes, provém de vinhedos maiores e são colhidos de forma mecânica.

O que é um vinho Reserva?

É aqui que a coisa começa a complicar um pouco. Muitos países da Europa seguem regras exigentes para poderem usar esse termo. Alguns outros termos também são comuns aqui na América do Sul, como “Gran Reserva“.

Embora não tenhamos uma lei que diga quais os pre-requisitos para que um vinho possa ser Reserva e não Reservado.

A maioria das vinícolas reserva parte da sua produção de melhoras uvas para a linha Reserva e outras superiores. Esta, começa a mostrar uma qualidade maior e alguns contato manual mais delicado.

Ou seja, em um vinho Reserva, você irá desfrutar de um produto produzido com uvas melhor selecionadas, possivelmente com alguma passagem por barril de carvalho – dependendo do estilo do vinho Reserva -, e por aí vai.

Classificações comuns de vinhos chilenos e argentinos

Além do Reserva, temos algumas outras denominações. Não são regras, porém iremos ver as mais famosas abaixo:

  • Vinho Superior: Menção reservada para vinhos com características organolépticas (descritores sensoriais como aroma e sabor) distintas e superiores.
  • Vinho Clássico: Menção reservada para vinhos provenientes de uma das variedades tradicionais, Cabernet Sauvignon, Merlot, Carménère, Chardonnay, Sauvignon Blanc, Sauvignon Gris e Suavignon Vert que compõem a mistura em pelo menos 85% da sua composição total, conferindo-lhe características descritivas distintivas e próprias.
  • Vinho Reserva: Menção reservada para vinhos que tenham uma graduação alcoólica de pelo menos 0,5 grau superior ao mínimo legal, constituindo um produto de características descritivas distintas e próprias, que podem estar sujeitas a passagem por madeira.
  • Vinho Reserva Especial: Menção reservada para vinhos que tenham uma graduação alcoólica de pelo menos 0,5 grau superior ao mínimo legal, constituindo um produto de características descritivas distintas e próprias, que tenha sido submetido a passagem por madeira.
  • Vinho Gran Reserva: Menção reservada para vinhos que tenham uma graduação alcoólica de pelo menos 1 grau superior ao mínimo legal, constituindo um produto de características distintivas e descritivas próprias, que foi submetido a passagem por madeira.

Qual a diferença do Vinho Reserva para o Vinho Reservado?

É sempre bom lembrar que a definição de vinho se difere entre alguns países e no caso do Brasil os vinhos comercializados são geralmente Argentinos e Chilenos. Países europeus tem suas próprias definições de vinhos.

A diferença entre o vinho reservado e o reserva é que embora os nomes se pareçam, eles são extremamente diferentes.

Já que o vinho reservado é um vinho simples e o reserva é um vinho mais complexo, requintado, um produto que teve um tratamento especial por parte do produtor.

Por esse motivo é bom prestar bem a atenção na hora de adquirir um bom vinho, lembrando novamente que a rotulagem não interfere na qualidade do vinho, já que vinhos reservados também são muito apreciados.

Lembre-se sempre, Reservado e Reserva é questão de estilo, não qualidade.

Veja algumas dicas de vinhos Reservados

  • Vinho Concha Y Toro Reservado Cabernet Sauvignon                                 Produzido por Concha Y Toro, na região do Valle Centra no Chile, o vinho reservado Cabernet Sauvignoné produzido com uvas Carbenet Sauvignon. Com aroma de frutas vermelhasadocicadas, chocolate e notas vegetais, com taninos harmoniosos. Corpo médio e final agradável. Com teor alcoólico de 12,5%, é um vinho muito saboroso.       
  • Vinho reservado Santa Helena Carmenère
    Produzido no Valle Central pela vinícola Santa Helena, esse Tinto Seco, feito com uvas Carmenère de aroma frutado e sabor leve é um ótimo vinho de cor rubi e tons violáceos, com aroma de frutas maduras e ervas finas secas, taninos finos e macios, com sabor final persistente. Ótimo para se combinar com churrasco, massas, comida italiana e tortas salgadas.
  • Vinho reservado White Zinfandel
    Zinfandel é uma uva tinta da Califórnia, vinificada como uma uva branca produzida na província de Mendocino, onde se tornou o famoso “Rosé americano”. O vinho reservado White Zinfandel é produzido por Concha Y Toro, no Vale Central, no Chile é um vinho Rosé com teor alcoólico de 10,5%, é um vinho para se consumir gelado. Seu frescor harmoniza com comidas picantes e frutos do mar.
  • Vinho reservado Merlot Concha Y Toro
    O vinho reservado Merlot é fermentado em tanques de aço inoxidável com temperaturas rigidamente controladas. Descansa com leveduras por um período de 4 a 6 meses. Feito com uvas Merlot esse tinto seco de graduação alcoólica de 12,5% é um vinho muito especial que combina taninos suaves e saborosos, corpo médio e final persistente. Suas principais combinações são com carnes vermelhas, pizzas, massas ou carnes brancas com peixe e frango
  • Vinho reservado Malbec Bodega Trivento
    Linha de entrada, com ótima harmonização, o vinho reservado Malbec é produzido na Argentina, na região de Mendoza pela vinícola Bodega Trivento. Feito com uvas Malbec e de corpo médio e taninos macios s suaves, ele pode ser harmonizado com massas, pizzas, carnes brancas ou vermelhas.
  • Vinho Reservado Santa Carolina Syrah
    Esse vinho possui uma coloração rubi claro com aromas de frutas negras e especiarias, pimenta preta e cravo. Tem um ótimo corpo e final potente e longo. O vinho reservado Santa Carolina Syrah é produzido no Chile é um tinto meio seco pronto para o consumo. É ideal com comidas condimentadas.
  • Vinho reservado Santa Helena Cabernet Merlot
    Um vinho reservado feito com a mistura das uvas Merlot e Carbenet. De origem chilena, produzido no Valle Central, esse tinto meio seco tem um vermelho intenso com tonalidades violetas e aromas de ameixas, especiarias e menta, que é uma característica da uva Carbenet, com final frutado da Merlot. Um vinho de corpo médio e final persistente, com harmonização com petiscos apimentados, queijos e tábua de frios.
  • Vinho Reservado Concha y Toro Sauvignon Blanc
    Vinho reservado de cor amarelo palha com reflexos verdes e aromas de frutas cítricas e notas de ervas de cozinha. Com paladar de frutas cítricas esse vinho meio seco tem notas ervais e corpo leve e fresco. Produzido no chile pela vinícola Concha Y Toro, com uvas Sauvignon Blanc, esse vinho branco faz uma ótima harmonização com peixes e frutos do mar.

Preço de um vinho Reservado

Aqui está o grande chamariz para o vinho Reservado. No preço, ele bate qualquer opção.

Para quem gosta de vinhos com preços mais em conta, as opções de vinho reservado que citamos acima, é uma ótima dica de degustação.

Todos os vinhos apresentados são de excelente qualidade, uma verdadeira combinação aos paladares menos exigentes.

Espero que vocês tenham gostado do artigo. Quer indicar algum Reservado que você gosta muito? Só deixar no campo de comentários! 🙂

Este post foi útil?

Clique em uma estrela para votar!

Nota média / 5. Contagem de votos:

NO MESMO ASSUNTO
Dicas

4 Comentários. Deixe novo

  • Manoel Lopes Teixeira
    9 de agosto de 2019 19:06

    Gosto de vinho, porem tenho dificuldades na escolha na hora da compra e, essas dicas podem me ajudar.

    Responder
  • JOSE ADRIAN LORETO DURAZO
    12 de agosto de 2019 16:05

    Bom dia.- Eu acho que é uma informação muito importante para nós que estão interessados ​​em aprender melhor todos os dias e algo de novo sobre vinhos.- Obrigado por expandir meu conhecimento.- Saudações de Tijuana, no México.

    Responder
  • JOSE ADRIAN LORETO DURAZO
    12 de agosto de 2019 16:06

    Bom dia.- Eu acho que é uma informação muito importante para nós que estão interessados ​​em aprender melhor todos os dias e algo de novo sobre vinhos.- Obrigado por expandir meu conhecimento.- Saudações de Tijuana, no México.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Talvez Você Também Goste

Menu

Conteúdo de Acesso Premium

É grátis!
Insira seu e-mail para acessar a Ficha de Avaliação de Vinhos
Acesse Agora Mesmo