Aprenda Mais Rápido!
Ficha de Avaliação de Vinhos
Receba agora nossa ficha e comece a avaliar seus
vinhos com os amigos de forma profissional!
Baixe agora. É grátis!
Quero receber a ficha de avaliação grátis!
Não, obrigado.

Vinho engorda?

O vinho é uma bebida milenar, excêntrica e saboreada por pessoas que buscam na bebida uma experiência única. Assim como a cerveja, algumas dúvidas recorrentes são se o vinho realmente engorda. Vamos trazer neste texto as explicações para você entender como a bebida atua no corpo e se engorda ou não.

Antes de julgar se o vinho engorda, vale ressaltar que o consumo de vinho moderado trás inúmeros benefícios para o corpo como a diminuição de doenças cardíacas, diminuição de infartos, controle da pressão arterial e ainda um profundo relaxamento e sensação de bem estar, além-claro, o prazer em degustar a bebida.

O vinho está presente na humanidade há muito tempo, além de ser um excelente afrodisíaco, está relacionado ao bem estar e também a longevidade. A bebida pode ser apreciada tanto para a degustação como também no preparo de alimentos.

Composição do vinho

Antes de entender se o vinho realmente engorda, vamos abordar alguns componentes da bebida. Seus componentes básicos são: água, álcool etílico, ácidos, taninos e substâncias aromáticas.

Estes costumam ser os componentes básicos. Há também outros como: açúcares residuais e glicerina, pigmentos, antocianas, leucoantocianas (responsáveis pela cor) e vitaminas.

Produto natural

O vinho não possui um rótulo com as informações nutricionais presentes na bebida, isso porque ele não é considerado um alimento e sim uma bebida alcoólica. É claro que a bebida possui calorias e pode variar de acordo com o tipo, sendo considerado um organismo quase vivo, por ser de fermentação natural da uva.

De acordo com informações de especialistas, as calorias podem variar de 110 a 330 em uma taça de 170 ml. Para encontrar menos calorias é indicado tomar os vinhos brancos como Pinot Grigios. Os vinhos tintos têm cerca de 150 a 175 calorias que também podem variar conforme tipo.

[toggle title=”E a cerveja?” load=”show”]Se comparar com um copo de cerveja é possível que o vinho apresente um pouco mais de calorias, mas acontece que não se bebe tanto vinho como cerveja, e também se degusta essa bebida milenar.[/toggle]

Ou seja, sim, o vinho engorda mais que cerveja! Porém a quantidade bebida é menor. Ou não, né?

Vinho: pode até emagrecer

Uma pesquisa feita pela National Kidney Foundation nos Estados Unidos comprovou alguns dos benefícios da bebida. No estudo mostrou-se que o vinho pode ajudar a prevenir doenças crônicas de rins. Nesta pesquisa participaram 5.852  pessoas que tomavam um copo todo dia. E nestas foram constatadas que quem bebeu um copo por dia, tinha menos chances de contrair doença renal crônica (DRC).

Já outro estudo realizado pela Universidade de Navarra da Espanha, apontou que ingerir vinho moderamente protege ao invés de promover o ganho de peso. Ainda especialistas dizem que até para as pessoas obesas que bebem vinho moderamente tem menos chances de desenvolver diabetes, uma notícia boa e tanto para quem pensava o vinho como o vilão da história.

O segredo

Para os apreciadores o que importa é degustar a bebida sem medo. Claro, sempre bebendo moderamente. Então está explicado, o vinho pode até conter mais calorias, mas o que engorda é a quantidade que se ingere. E um copo todo dia trás muito mais benefícios do que você se imagina. Boa degustação!