Tudo sobre a Uva e o Vinho Barbera

Matéria por:

Continuando nossa série sobre perfis das principais uvas viníferas, hoje temos a italiana BARBERA.

Barbera, amplamente plantada no Piemonte, é caracterizada por sua grande versatilidade: suas uvas, notáveis ​​pelo alto nível natural de acidez fixa, são usadas em uma ampla variedade de vinhos.

Responsável pela produção de tintos jovens, vinhos do cotidiano de corpo médio e, no final, com frutas selecionadas, grande maturidade e com o envelhecimento, vinhos que são importantes, ricos e generosos, de grande elegância.

Características da Uva e do Vinho Barbera

Cacho: de tamanho e comprimento médio, de forma curta, pirimida ou cilíndrica, bastante compacto.

Berry: médio-grande, elipsoidal; uma pele levemente cerosa.

Brotamento: cedo.

Amadurecimento: médio-tardio (primeira semana de outubro).

Descrição organoléptica do vinho: vermelho rubi intenso com notas de violeta; um perfume vínico, fino e frutado; uma boa estrutura e acidez espinhosa.

A origem da Uva e do Vinho Barbera

Essa variedade é originária do Piemonte, na Itália, sendo uma das variedades mais encontradas na região.

Região que você provavelmente já ouviu falar em função dos famosos Barbarescos que apesar do nome, não são feitos com a Barbera e sim com a uva Nebbiolo. Uva que trataremos em um futuro próximo.

Mas, Além do Piemonte, a Barbera é também cultivada na Lombardia, na região de Oltrepò Pavese, na Emilia Romagna, em Colli Piacentini, em Bologna e Parma.

Como fruta, esta uva possui película tinta e sabor simples. A característica principal desta uva é o alto nível de acidez natural, ainda que muito madura, como outras uvas italianas que conhecemos (a sangiovese por exemplo).

Seu vinho tinto, geralmente é encorpado, pode ser utilizados em assemblages para aportar cor, corpo, taninos, e possui potencial para longo envelhecimento.

Por muitos anos o vinho produzido desta variedade era bastante rústico, necessitando de longos anos de amadurecimento. No entanto, com algumas novidades da Enologia o vinho da Barbera vem mudando.

Por volta dos anos 80 e 90, junto com o surgimento dos Supertoscanos, o uso de barricas em Barberas passou a ser considerado, com o argumento de que assim agregaria complexidade aos vinhos.

As principais denominações de origem do Piemonte onde a Barbera é considerada a principal variedade são; Alba, Asti e Monferrato.

Fora da Itália, a variedade é cultivada em países como Eslovênia e EUA, na região da Califórnia assim como Grécia, Austrália, Israel e Romênia.

Se desenvolveu muito bem na América do sul, especialmente na Argentina, nas regiões de Mendoza e San Juan, porém não são muitos os vinhos de qualidade disponíveis no mercado. Já foi umas mais importantes viníferas tintas no Rio Grande do Sul.

Em geral os vinhos de Barbera são ótimos parceiros para antepastos e embutidos italianos. Massas com molhos mais estruturados, com um belo ragù alla bolgnese, prosciutto di Parma, ou ainda pratos com funghi secchi e salmão defumado.

Vinho Casa Perini Barbera

Como sempre gostamos de indicar um vinho nacional por aqui, desta variedade, tem-sê disponível o Casa Perini Barberaque ainda não conhecemos… Mas se você conhece, compartilhe conosco sua experiência!

Agora se você gosta de garimpar vinhos, com os italianos desta variedade você poderá dedicar bastante do seu tempo, há inúmeras opções!

E mais uma vez, nos indiquem quais vocês mais gostaram!

Vinho Michele Carraro Barbera Piemonte 2012

Para os mais aventureiros indicamos o exemplar de Barbeira Piemonte da Michelle Carraro, extremamente rústico, mostra exatamente a uva em sua natureza nua. É um ótimo vinho para conhecer essa variedade de uva.

A garrafa sai por algo em torno de R$ 115,00. Valores de Julho de 2019. Nós visitamos e degustamos um Malbec 2010 incrível em 2017 lá mesmo, você pode conferir aqui.

E você, qual sua experiência com a Barbera? Já conseguiu degustar muito exemplares desse vinho difícil de ser encontrado em mercados?

Se quiser compartilhar com a gente, o campo de comentários está aberto! Vamos lá! 🙂

Este post foi útil?

Clique em uma estrela para votar!

Nota média / 5. Contagem de votos:

NO MESMO ASSUNTO

2 Comentários. Deixe novo

  • A Vinícola Angheben da nossa Serra gaúcha, produz um Barbera de excelentíssima qualidade! Aliás, essa vinícola, produz excelentes vinhos, vale a pena conhecer!

    Responder
    • Concordo Danilo! O Barbera da Angheben é excelente. Eu particularmente adoro o Tannat deles. E os espumantes, que são um dos melhores da Serra Gaúcha! Eu gosto muito do portifolio deles, o Teroldego também é excelente. Gosto dessa escolha deles de fazer vinhos de variedades pouco conhecidas. O Barbera da Michele Carraro também vale a pena ser experimentado, um estilo um pouco mais rústico, mas excelente.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Talvez Você Também Goste

Menu

Conteúdo de Acesso Premium

É grátis!
Insira seu e-mail para acessar a Ficha de Avaliação de Vinhos
Acesse Agora Mesmo