Aprenda Mais Rápido!
Ficha de Avaliação de Vinhos
Receba agora nossa ficha e comece a avaliar seus
vinhos com os amigos de forma profissional!
Baixe agora. É grátis!
Quero receber a ficha de avaliação grátis!
Não, obrigado.

Para quem está sempre em busca de uma vida mais saudável, as opções de alimentos orgânicos estão crescendo. Estes contribuem para uma alimentação e um mundo mais saudável. Aliado a isso, quem é apreciador do vinho agora pode conhecer também os vinhos orgânicos.

No universo nos vinhos, os especialistas dessa área afirmam que a casca da uva possui conservantes naturais que protegem a bebida, e em função disso podemos encontrar rótulos com as características de “orgânico”, “biodinâmico” e “naturais”.

sign rows grape vines vinyards

O enólogo Jean-Jacques Dubourdieu afirma que para se produzir um vinho sustentável, orgânico, para estes não é utilizada a irrigação e o uso de pesticidas ou outra química e são substituídos por compostos orgânicos e pelo uso de animais, predadores naturais de alguns insetos e pragas.

 

Por que faz tão bem?

 

Para ser definido como vinho orgânico, a produção da bebida é resultado de um sistema agrícola que busca trabalhar com o alimento de forma equilibrada. Desde o solo até os seres humanos, sempre buscando a harmônica dos elementos como a água e insetos.

Um dos objetivos do cultivo orgânico é produzir alimentos mais saudáveis e contribuir para o meio ambiente e a conscientização das pessoas, já que muitos outros tipos de vinho contêm já em sua produção produtos tecnológicos que desrespeitam o meio ambiente e os consumidores.

A agricultura orgânica dos vinhedos é um setor que está em expansão e próspero, cada vez mais é uma realidade atual. Alguns países da Europa, como por exemplo, como o da Itália aumentou a sua produção.
Infelizmente no Brasil a produção ainda é pequena, não deve contar nem 1% da produção total, e há apenas um pequeno produtor de vinho biodinâmico brasileiro.

 

Quais as diferenças do orgânico, biodinâmico e natural?

 

Para compreender melhor, para a produção dos vinhos orgânicos não é usado nenhum produtos sintético para o cultivo das uvas. No vinho biodinâmico esse procedimento se aplica tanto às uvas quanto ao vinho.

E o vinho natural o uso das uvas é isento de qualquer química. Eles são elaborados com a mínima intervenção em sua fase de vinificação. Por isso, são vinhos muito frágeis que exigem muitos cuidados desde o seu preparo até a conservação e venda.

É importante ressaltar que tanto os vinhos orgânicos, biodinâmico e natural, em sua produção nas vinícolas não praticam nenhum uso de adição de antioxidantes e anidrido sulfuroso (S02).

 

Como são produzidos?

 

Algumas práticas empregadas para o seu cultivo, preparação e colheita são a acumulação de nutrientes no solo que é feito a partir da plantação de coberturas vegetais.

Há também a rotação de lavoura entre as fileiras para haver a restauração orgânica do solo, pois a viticultura é monocultura, que é a produção agrícola de apenas um único tipo de produto agrícola, no caso a uva.

É feita também a adubação verde que vai incorporar ao solo qualquer lavoura, para melhorar o solo. E o calendário das atividades nas vinícolas de quando plantar e colher são baseados na conjunção dos astros e em resultados empíricos.

 

Você sabia?

 

● Vinho de qualidade: Na Borgonha, família Villaine, que produz o Romanée-Conti, produz um dos vinhos orgânicos mais caros do mundo, com preço de até US$ 20 mil a garrafa?
● Como surgiu? Nos anos 60, na Califórnia, com os vinicultores naturalistas;
● O consumo mundial de vinho orgânico sextuplicou em três anos;
● Quem regula a produção de um vinho ser orgânico ou não é a Demeter, Ecocert e outras entidades menores locais.
Algumas opções
● Vinho Garibaldi Da Casa Orgânico Tinto Seco 750 ml
● Vinho Aurora Casa de Bento Orgânico 750 ml (R$ 13,50)
● Chardonnay Del Veneto I.G.T. – 7Nardi
● Merlot Piave D.O.C – 7Nardi

É isso, gente! Eu espero que tenha dado pra entender um pouco mais! Se sobrou dúvida, já sabe! E-mail ou comentário aí embaixo! 🙂