Aprenda Mais Rápido!
Ficha de Avaliação de Vinhos
Receba agora nossa ficha e comece a avaliar seus
vinhos com os amigos de forma profissional!
Baixe agora. É grátis!
Quero receber a ficha de avaliação grátis!
Não, obrigado.

As vezes eu fico um pouco enjoado de tudo o que estou tomando e pego uma dose de vodka. Esqueço um pouco do vinho. Isso acontece com qualquer amante da bebida, embora a gente não goste de confessar. Sempre vai aquela cervejinha, um chope ou algum drink exótico que envolva uma sombrinha ou um canudo engraçado. Variar é preciso.

Nessas épocas a gente acha que estagnou, que já não tem muito o que aprender sobre o vinho, embora isso nunca vá acontecer. Quando isso acontece eu tento pensar em algumas alternativas para reativar a curiosidade e o prazer de descobrir vinhos, pensando nisso eu fiz essa listinha pra te ajudar a nunca ficar parado e sempre descobrir coisas novas. Vamos lá!

1. Experimente coisas novas

Pensar “fora da caixa” é sempre uma boa ideia. Se você faz sempre as mesmas coisas, repete as mesmas compras e vai aos mesmos lugares, você não vai expandir seu conhecimento em vinho. Por exemplo, ir ao mesmo restaurante sempre significa que você terá acesso sempre a mesma carta de vinhos, nada novo. Gostar de vinho requer que você seja aventureiro. Mude algo sempre que você for beber vinho, nem que seja sua temperatura. Aprenda a temperatura correta para beber na temperatura errada e descobrir algo diferente na sua observação.

2. Não negue convites

convite

Quando você for convidado para ir naquela degustação formal, vá. Não importa se você pensa que todos os presentes serão enochatos de nariz empinado, apenas vá. Não ligue para a mesa do lado, ninguém no mundo sabe tudo sobre vinho e todos precisam ter começado em algum lugar, certo? Esta é a sua chance de aprender um pouquinho mais. E com certeza você vai fazer ótimas amizades ali, e assim seus conhecimentos em vinho se expandirão ainda mais.

3. Cheire tudo o que você encontra

Ou quase tudo. Quando for na feira, tente se concentrar nos aromas que você consegue identificar ao andar em meio aos legumes e frutas. Compre algo que você nunca experimentou antes. Faça a feira e monte um pratinho com frutas vermelhas. Morangos, mirtilos, amoras, cerejas. Experimente e sinta o aroma de cada uma, aumente a sua memória olfativa. Esse é um dos segredos.

smell

4. Não tenha medo de pegar em uma taça

Nunca tenha medo de fazer algo relacionado ao vinho, nem mesmo experimentar algo que você acha que já esteja oxidado (mas não beba a taça toda, pode fazer mal!). Se você não sabe segurar uma taça, peça para que te ensinem. Respostas são grátis para quem pergunta. Mas se você quiser segurar a taça pelo bojo e não pela haste, você pode, afinal, o vinho é seu e de mais ninguém, o que vale é experimentar o vinho.

segurando-taça

5. Aumentar de 10 a 20 reais seu orçamento em vinho

Os produtores de vinhos sabem mais do mercado do que você, aceita esta verdade. Quando você continua a vida toda experimentando vinhos de 30 reais, surpresas virão, mas você precisa cavar bastante (que é a parte divertida, claro). O mesmo acontece com vinhos na faixa dos 50, 80, 100, etc. Quando você troca essa faixa de preço, você muda o estilo de vinho que você está experimentando. Ou seja, se você estiver disposto a pagar 20 reais a mais do que você geralmente paga em um vinho, você vai fazer muito mais descobertas! Se você costuma pagar 50 sempre que compra um vinho, experimente encontrar um de 70!

6. Troque de país!

 

mapa

Espere, não estou mandando você fazer as malas e sair andando pelo mundo, estou dizendo para você mudar de país na prateleira do supermercado. Se você está acostumado a comprar vinhos chilenos, compre argentinos, se está acostumado a comprar argentinos, compre norte-americanos. Tente um país novo, dê a oportunidade de conhecer novos terroirs e regiões viníferas. O mesmo serve se você estiver acostumado com Borgonha, mude para Bordeaux! Mas claro, nunca, nunca deixe de experimentar vinhos nacionais! Conheça seu país.

7. Faça harmonizações descompromissadas

Essa é uma das dicas mais divertidas – porque envolve comer e beber. Diversas vezes você lê sobre harmonizações e tudo parece muito confuso, complicado. Você até pensa em desistir dessa coisa. Mas não desista, este é o momento em que você precisa pôr a mão na massa. Se você não treinar, nunca vai aprender, e para treinar, você está totalmente habilitado a errar. Quem não erra não aprende. Jogue no google, procure por harmonizações e mande ver. Tente e depois lembre o que você achou daquela harmonização. Se você não se sente confiante o bastante, pode começar com queijos, depois você vai para a cozinha.

8. Beba com pessoas diferentes

vinho_1

Essa é uma dica química. Quando você mistura novos elementos a sua fórmula, o resultado é sempre diferente. Eu sei, você ama seus amigos e não os troca por nada, e ainda que cada um beba sua bebida, o resultado da mistura sempre será diferente.

Aliás, é importante que quando você for se juntar com os amigos, você saiba que nunca deve evangelizar ninguém ao mundo do vinho, ok? Cada um faz a escolha do que quer beber, isso é mais importante do que qualquer coisa. Você já foi a algum bar que não servia vinho em um dia que você queria muito, muito uma taça de Chardonnay? Eu já! Acaba com a noite, né? Então! Deixe seu amigo beber o que ele quiser, não force a barra! Assim, todos se divertem e a noite será memorável, afinal de contas, você está com seus amigos.

E então? Pronto para começar a aprender mais sobre vinho? Mantenha a cabeça aberta, novas experiências te levarão sempre mais longe! Tin-tin!