O que é vinho?

0

A sofisticação que um bom vinho pode trazer a uma refeição é incrível. Pessoas ao redor do mundo inteiro amam essa bebida. Mas o que chega ser igualmente impressionante é a quantidade de pessoas que não sabem exatamente o que o vinho é.

Tipos de vinho

Os vinhos podem ser:

  1. Vinho de mesa (colonial)
    1. Vinho de mesa suave
    2. Vinho de mesa seco
  2. Vinho fino
    1. Vinho fino demi-sec (quase suave)
    2. Vinho fino seco
  3. Tipo de uva do qual vem aquele vinho
    1. Carménère
    2. Malbec
    3. Cabernet Sauvignon
    4. Merlot
    5. Pinot Noir
    6. Tannat
    7. E outras 50 variedades.

Há várias pessoas por ai que consomem vinho quase que diariamente, mas não sabem ao certo quais sãos a características nutricionais do mesmo, ou sequer sabem exatamente o que estão tomando. Diante disso, criamos este artigo para esclarecer os “mistérios” por trás do vinho, começando pelo básico, que nada mais é…

O que exatamente é o vinho?

Trata-se de uma bebida alcoólica, produzida a partir de um processo feito com uvas. A verdade é que para você ser capaz de entender realmente o que é o vinho, é necessário entender claramente uma coisa…

Como o vinho é feito?

A verdade é que esse processo pode variar um pouco de acordo com o tipo de vinho (tinto, branco e etc), mas no geral, o processo é basicamente o seguinte:

O vinho é criado através do processo de fermentação. Devido ao fato de que as uvas têm uma concentração tão grande de açúcar, não há necessidade de adicionar açúcar de outras fontes. A levedura transforma os açúcares em álcool e o produto final é o vinho.

Para vinhos com diferentes sabores, pode ser utilizada uma variedade diferente de fermento. O vinho é mais frequentemente feito de diferentes cepas de uma espécie de uva chamada Vitis Vinifera.

Alguns vinhos podem ser feitos de uvas híbridas, ou uvas que são geneticamente combinadas com outros tipos de uvas. Como a maioria das cervejas é criada nas cervejarias, a maioria dos vinhos é feita em vinhedos, onde as uvas são cultivadas.

Para que você entenda um pouco mais sobre esse processo, veja como o vinho branco em especial é feito:

Para fazer o vinho branco, as uvas são quase sempre esmagadas antes de serem transferidas para a prensa, onde são espremidas, separando o suco das sementes. As peles, as hastes e as sementes são removidas porque geralmente contêm taninos que são indesejáveis em vinhos brancos.

O dióxido de enxofre é frequentemente adicionado à mistura da uva durante o processo para evitar que a fermentação ocorra muito cedo, o vinho muda de cor e sabores extremamente fortes são criados.

O processo de fermentação para o vinho branco pode levar entre alguns dias a um mês e muitas vezes ocorre em temperaturas frescas, a fim de preservar uma “frescura” de aroma e sabor.

Após a fermentação, os líquidos podem ser engarrafados imediatamente, tornando-os relativamente baratos para serem produzidos.

Alguns vinhos brancos são fermentados em barricas de carvalho em um processo chamado “fermentação de barril”, que pode levar entre 6 e 12 meses antes de serem transferidos para um tanque para filtração final. Outros vinhos são fermentados em tanques de aço inoxidável.

Filtração e finalização são os últimos processos que às vezes ocorrem antes do engarrafamento. Nessa etapa, as impurezas dentro do vinho são filtradas e aditivos extras são adicionados.

Alguns produtores de vinhos mais tradicionais acreditam que a filtração e a eliminação eliminam alguns dos aromas e sabores chave dos vinhos e, portanto, não chegam a fazer esta etapa.

As características nutricionais do vinho

O vinho pode ser considerado um alimento como qualquer outro, sendo pobre em proteínas e gorduras, mas ricos em outros nutrientes.

Podemos e devemos dar destaque para alguns deles:

  • O manganês, um antioxidante benéfico tanto para o cérebro quanto para o fígado;
  • O magnésio, que ajuda a transmitir impulsos nervosos além de ativa enzimas;
  • O fósforo que ajuda a regular os hormônios na digestão;
  • O ferro que dentre outras coisas leva oxigênio para o sangue;
  • O potássio, que é importante para o coração;
  • A vitamina B2 que também ajuda no transporte de oxigênio no corpo;
  • E a vitamina B6, que trabalha na produção de glóbulos vermelhos.

E a respeito das calórias presente no vinho?

A quantidade exata depende do tipo de vinho que você está tomando (branco, vermelho, etc), mas podemos dizer que uma taça de vinho no geral tem aproximadamente 120 calórias. Dificilmente você irá engordar por causa do vinho.

Conclusão

Agora você sabe um pouco mais sobre uma das bebidas mais sofisticadas do planeta. Mas lembre-se, apesar de realmente fazer bem a saúde, o vinho continua sendo uma bebida alcoólica, o que quer dizer que você deve prestar atenção ao consumi-lo. Em outras palavras, beba com moderação.

Sobre o Autor

Enófilo certificado com mais de 7 anos de litragem. Fã do vinho nacional e entusiasta da ideia de que beber vinho não precisa de taça de cristal. Redator Especialista para Enocultura e Gastronomia.

Envie uma resposta

Mais vinho, por favor!

Assine
e receba
GRÁTIS
dicas sobre vinhos

Divirta-se com uma taça!
ASSINAR
close-link
ASSINAR O BLOG
Shares
Share This