Taça de Vinho: aprenda a escolher a ideal para cada tipo de vinho e os modelos essenciais para ter em casa

0

O vinho é uma das bebidas com cartela mais diversificada que existe e escolher uma taças de vinho ideal pode ser um desafio.

Sua gama de opções envolve diversos sabores, aromas e intensidades diferentes, fazendo com que pessoas ao redor de todo o mundo se interessem pela degustação de suas variedades, mas acertando qual a taça ideal para cada vinho.

E a taça de vinho usada vai influenciar diretamente nessa variedade de aromas e cores percebidos.

Porém, o que muita gente não sabe é o quanto a experiência de saborear um vinho pode ser incrementada – e muito – com a escolha certa da taça para cada tipo da bebida.

Nesse artigo, vamos conhecer quais são as taças que não podem faltar na cozinha de todo bom apreciador de vinhos.

Por que a escolha da taça é tão importante?

Cada tipo de vinho tem suas particularidades para torna-lo único. Alguns vinhos se destacam por seu aroma, outros por sua doçura ou, até mesmo, a acidez em seu sabor.

As taças de vinho, em vários formatos, tamanhos e profundidades, têm como papel principal agir sobre a forma como o líquido é conduzido até a boca e o nariz de quem está o bebendo. A fim de realçar aquilo que cada vinho tem de especial e tornar a degustação mais prazerosa.

De qual material deve ser minha taça?

A taça de vinho ideal sempre deve ser feita de um material 100% translúcido, para que as cores e o nível de amadurecimento da bebida possam ser observados com facilidade. Além do paladar e o olfato, a visão também tem grande relevância na apreciação de um vinho.

Dessa forma, existem três opções de materiais de taça que podem ser utilizados:

Vidro x Cristal de Vidro x Cristal

Esses tipos de materiais se distinguem pela quantidade de chumbo presente em cada um deles. Sendo o maior teor existente no cristal e, o menor, no vidro.

O chumbo faz com que a espessura da taça seja menor, dando maior leveza e sonoridade no recipiente. Ou seja, para uma melhor experiência de degustação, o cristal é o material ideal para a taça de vinhos.

Qual tipo de taça de vinho devo escolher?

Depois da realização de muitas pesquisas orientadas por especialistas no assunto. Hoje em dia podemos facilmente escolher a taça mais adequada para harmonizar com cada um de nossos vinhos favoritos.

Taça de Vinho branco

Especialistas defendem a ideia de que os vinhos brancos devem ser degustados em temperaturas mais baixas. Diante disso, a taça ideal deve ter um tamanho reduzido, a fim de diminuir a área para troca de calor entre o líquido e o ambiente. Isso evita que a bebida esquente.

O vinho branco também chama atenção pelo contraste entre suas notas ácidas e doces, algo que é bastante destacado quando consumido em taças pequenas.

Taça de Vinho tinto

O vinho tinto é encorpado, intenso e destaca-se pelo aroma. É aconselhado servi-lo em pequenas quantidades dentro de uma taça com corpo grande, assim, pode-se girar o líquido pelo recipiente, a fim de provocar agitação das moléculas e, consequentemente, intensificar sua fragrância.

Há dois modelos de taças que são utilizados para vinho tinto: Borgonha e Bordeaux.

  • A taça Borgonha tem formato de balão e são recomendadas para vinhos de uva Pinot Noir. Por ser um recipiente que permite grande contato do líquido com o ar. Esse tipo de taça destaca o aroma do vinho. Além de conduzi-lo diretamente para região da ponta e central da língua, onde a acidez é absorvida com menor intensidade.
  • A taça Bordeaux é ideal para vinhos de sabor mais forte e denso, geralmente originados da uva Cabernet Sauvignon. O recipiente tem bojo grande e borda fechada, o que faz com que o aroma fique concentrado. Esse formato também conduz o líquido para região da ponta da língua.

Taça de Vinho Rosé

Por ser originado de um processo curto de contato do mosto com a casca (tirando menos cor para o vinho), o vinho rosé tem um sabor contrastante que mistura acidez com certo adocicado. A taça ideal para esse tipo de bebida deve apresentar corpo de tamanho reduzido e bojo maior.

Os recipientes específicos para servir vinho rosé não são tão populares quanto os demais e podem ser difíceis de se encontrar. Dessa forma, podem ser substituídos pelas taças para vinho branco que já mencionamos anteriormente.

Taça de Vinho espumante e champagne

Para espumantes, indica-se o uso de taças chamadas de “flauta”, que são compridas e com bojo fino. Esse tipo de recipiente destaca as borbulhas da bebida, além de conduzir o aroma característico desses vinhos diretamente ao nariz.

Quanto maior o bojo desse tipo de taça, mais se destacarão os sabores.

Taça ISO

Quando se trata de taças, a ISO serve como uma espécie de “carta coringa”.

Esse modelo é pequeno quando comparado às outras taças, tem bojo largo levemente afunilado. Na parte superior e pode ser utilizado para servir qualquer tipo de vinho.

Essa taça é um ótimo investimento para quem ainda não pretende comprar todos os outros modelos.

Agora, sabendo quais são os tipos de taças e quando usar cada uma delas, você já pode degustar seu vinho favorito e aproveitar da melhor forma tudo que ele tem a oferecer.

Gostou desse artigo? Quer saber ainda mais sobre vinhos? Continue navegando pelos nossos posts. Temos muito conteúdo disponível para você!



GOSTOU DA NOSSA POSTAGEM? CONTA PRA MIM AQUI EMBAIXO:

Sobre o Autor

Finalista da copa Vinhos do Brasil 2014 realizada pelo IBRAVIN. Colaborador da revista Clube do Champagne. Wine-junkie certificado. Passo meus dias entre vinhedos, escritórios e mesas de bar. Tin-tin!

Envie uma resposta

Cadastre-se e Aprenda sobre Vinho Grátis!
Toda semana você recebe as melhores aulas e postagens de forma gratuíta no seu e-mail! Sem pagar nada por isso.
CADASTRAR
Aproveite! Em breve nossos cursos serão exclusivos para assinantes!
close-link
Assine o Blog!
ASSINAR
close-link
Shares
pt_BRPortuguese (Brazil)
en_USEnglish pt_BRPortuguese (Brazil)