Aprenda Mais Rápido!
Receba Nossa Ficha de Avaliação
E comece agora mesmo a avaliar seus vinhos
com os amigos de forma profissional!
Deixe seu e-mail e tenha acesso gratuíto agora mesmo!
Quero receber a ficha de avaliação grátis!
Não, obrigado.

Conheça os acessórios que você pode ter em casa para apreciar da melhor forma esta bebida que é uma verdadeira arte.

O vinho carrega consigo toda uma carga histórica e cultural, refletindo características nos aromas e sabores que proporciona para quem o degusta.

A ligação entre arte e vinho não é a toa, enólogos trabalham com dedicação e sensibilidade em suas safras.

O processo de criação e produção artesanal da bebida é comparado ao trabalho de escultores, pintores; enólogos se envolvem com o líquido e também com as garrafas e rolhas, tudo delicadamente elaborado.

Vinhos especiais são resultado de uma sensibilidade maior das vinícolas, sendo assim, o cuidado com eles também deve ser especial. Para isso, existem vários instrumentos que fazem você tirar o melhor proveito possível da bebida arte.

Se acha que essa sofisticação não cabe dentro da sua casa, não se engane. Para  exaltar aromas e sabores desse líquido, veja aqui cinco dicas de instrumentos que você pode ter em casa para cuidar bem dos seus vinhos.

1- Decantador

Decantar é livrar de impurezas, separar os sedimentos. Para muitos é também enaltecer. A maturação do vinho acontece em ânforas e o líquido não é filtrado para preservar sua natureza, o que pode deixar alguns resíduos.

Mesmo com o grande controle de qualidade atual, vinhos com mais anos fechados podem acabar acumulando sedimentos no fundo da garrafa. Além disso, o menor contato com o oxigênio também priva a bebida de exalar seu aroma.

O decantador tem a função de exaltar aroma e sabor. O contato com o ar deixa o mesmo respirar e se desenvolver antes de serví-lo. Outra função é separar a borra da bebida para que ela fique pura.

Decantador ou decanter, ele é normalmente feito de vidro ou de cristal. Vertendo o líquido no recipiente e deixando descansar pelo tempo necessário os sedimentos são separados e o vinho aerado, depois é só servir com cuidado e saborear.

2- Corta cápsula

O gargalo das garrafas vem envolto por uma embalagem plástica que pode ser um pouco trabalhosa para retirar. Alguns saca-rolhas vêm com uma lâmina que corta este plástico, mas nem sempre conseguimos o efeito desejado.

O corta cápsulas é desenvolvido exatamente para a função da retirada perfeita da embalagem. Com pequenas lâminas você encaixa o acessório na ponta da garrafa e faz um corte exato. Nada de facas!

Uma recomendação bastante válida: após abrir a cápsula, passe um guardanapo para limpar. Assim, qualquer resíduo que possa estar acumulado no local é retirado e não entrará em contato com o seu vinho.

3- Saca-rolhas

Este é um acessório indispensável para se ter à disposição. Existem variações, desde os mais clássicos aos mais modernos. A função é a mesma sempre, o que pode variar é a ocasião para se usar cada tipo do objeto.

O mais comum para se ter em casa é o saca-rolhas de alavanca. Este é o que tem uma ponta em espiral para perfurar a rolha, desta forma os braços laterais vão se levantando. Abaixando os dois braços simultaneamente, a rolha é retirada.

Muito usados por sommeliers, o que costumamos ver em restaurantes é o saca-rolhas de duas fases. O ponto de apoio é ajustado em dois pontos e a rolha é retirada sem muito esforço. Pode ser ótimo para um pic-nic, pois cabe no bolso, como um canivete.

Há também o abridor elétrico. Para quem não quer correr risco com objetos pontiagudos na hora de beber pode recorrer a esse objeto muito prático, onde basta apertar um botão. Muitos ainda vêm acompanhados do corta cápsulas.

Por fim, mas não menos importante, temos o saca-rolhas pinça. Ideal para os colecionadores de vinho, ele é mais delicado e tem um design para que haja o mínimo de risco das rolhas quebrarem.

Vinhos guardados por muitos anos tendem a ter rolhas mais frágeis, que podem até mesmo esfarelar no processo de abertura. Com o tipo pinça você encaixa duas hastes que abrem a garrafa com facilidade sem o risco de cair resíduos no líquido.

4- Termômetro

Para os perfeccionistas há um grande cuidado com a temperatura do vinho. Um grau a mais ou a menos pode fazer a diferença para quem preza o ponto exato que, segundo estudos, a bebida terá um melhor aproveitamento.

As temperaturas recomendadas variam de acordo com o tipo de vinho. O guia básico é o seguinte:

Espumantes6°C
Brancosentre 6°C e 12°C
Brancos doces6°C
Rosés8°C
Tintos levesentre 14°C e 16°C
Tintos encorpadosentre 16°C e 18°C
Fortificadosentre 16°C e 18°C

 

Ou seja, a temperatura ideal muitas vezes não é a ambiente, principalmente no Brasil. Pensando que seu caso talvez não se faça necessário uma adega, ter seu termômetro é uma boa opção.

5- Corta gotas

Você abre o vinho, serve e quando o coloca de volta aquela gota escorre, suja a mesa, suja as mão. Não parece muito legal e higiênico, e não é mesmo. Para os menos habilidosos na hora de servir esse simples objeto pode evitar desperdícios.

Uma opção fácil de ser encontrada é a folha de acetato. Colocando na ponta da garrafa, dobra-se o círculo em forma de canudo e assim é feito a mais barata forma de corta gotas.

A opção não descartável é o anel de metal. Por fora ele é feito de aço e por dentro há um material absorvente que impede que o líquido escorra. Nada de rótulos manchados para as fotos.

Gostou destas dicas?

Agora que você sabe as funções de cada acessório e como eles podem facilitar sua vida na hora de servir seu vinho, é hora de ter os seus. Quem diria que existem tantos tipos diferentes de saca rolhas, não é mesmo?

Lojas de vinhos online são uma boa opção para procurar o que deseja. Assim você terá o auxílio de profissionais que entendem qual sua necessidade no momento e terá uma grande variedade com a facilidade de receber tudo no conforto de casa. Saúde!

Colaboração: Carolina Peres