Vinho Orgânico ou Biodinâmico? Não Confunda!

0

Há vários consumidores de vinho ao redor do mundo, mas poucos estão cientes da diferença entre um vinho orgânico e um vinho biodinâmico. Você está naquela roda de conversa e alguém pergunta: “mas qual a diferença exata de um vinho orgânico para um vinho biodinâmico?”. Vamos responder ela agora

O que é um vinho biodinâmico?

Ao contrário da maioria dos textos sobre o assunto, eu decidi começar falando sobre o vinho biodinâmico, e não do orgânico. Você quer saber por quê? Porque é a história mais interessante. Quer ver?

Para falar sobre esse tipo de vinho, temos que falar sobre a agricultura biodinâmica, que é um tipo de agricultura orgânica com um nível quase espiritual envolvido. Isso porque além de levar em geologia, química e astrologia. Vinhos biodinâmicos são feitos de uvas cultivadas de forma biodinâmica.

A história desses vinhos biodinâmicos começa com Rudolf Steiner, nascido no que é agora a Eslovênia em 1861. Ao longo de sua vida, o mundo mudou de um modo de vida amplamente agrário para um estilo de vida mais industrializado e mecanizado. À medida que seu modo de vida mudou, Steiner percebeu que os camponeses, que haviam trabalhado na terra por gerações, pareciam conectados à Terra, e só. Isso era algo que estava sendo perdido.

Steiner explorou vários campos de estudo. Filosofia, arquitetura, ciência, educação e matemática. Além disso, Steiner é conhecido por desenvolver a antroposofia, ou a ciência do espírito, unindo misticismo e filosofia, com o objetivo de obter informações sobre o mundo espiritual.

Steiner envolveu-se na agricultura em 1924, suas teorias sobre a tema passaram a ser conhecidas como agricultura biodinâmica. A base da biodinâmica é tratar uma fazenda, ou, no nosso caso – uma vinha – como um ser vivo, tanto de fato como espiritualmente, que pode se auto-nutrir sem ajuda externa ou sintética.

Vinhedos biodinâmicos

Uma vinha biodinâmica é mais “orgânica”. Uma vinha biodinâmica usa a si mesma, em conjunto com o tempo e a natureza, para produzir uvas sem o uso de aditivos. Como a vinha como parte da Terra viva, a vinha não pode ser separada de si mesma e de seus arredores. Alguns dos princípios espirituais da antroposofia também são aplicados na vinha.

CURIOSIDADE
Em um nível prático, você pode ver pastoreio de gado ou ovelha entre as vinhas em uma vinha biodinâmica. Você também verá uma diversidade de plantas e ervas crescendo entre diferentes parcelas de vinhas. A única substância inorgânica ou mineral que você pode achar sendo usada nesse tipo de vinha é o quartzo, como parte de um tratamento para doenças fúngicas.

O que é o vinho orgânico?

Agora que vimos o que é um vinho orgânico, vamos ver a diferença entre ele e um vinho biodinâmico.

Um “vinho orgânico” deve ser feito de uvas orgânicas certificadas e ser engarrafado sem conservantes. 99% dos vinhos presentes nas prateleiras do mercado, hoje, contém um conservante, chamado de dióxido de enxofre. Vinho quando muito novo, pode mostrar um aroma característico de dióxido de enxofre. No vinho orgânico, nada pode ser utilizado na hora do envase. Se o produtor utilizar um tisco que seja de dióxido de enxofre, o vinho passa a ser categorizado como “feito de uvas organicamente cultivadas”, porém, não é mais um vinho orgânico.

Asmáticos, muitos dos quais são particularmente sensíveis ao dióxido de enxofre, veem com bons olhos esse tipo de vinho.

Há evidências que sugerem que os mesmos são mais susceptíveis a sofrerem uma reação alérgica aos vinhos que contenham dióxido de enxofre do vinhos sem o químico.

Os níveis mais baixos de dióxido de enxofre também podem reduzir outras reações alérgicas, como enxaquecas e erupções cutâneas que algumas pessoas sofrem depois de beber vinho. O dióxido de enxofre, dizem alguns especialistas, é um dos motivadores das grandes ressacas.

Atualmente, os vinhos orgânicos formam apenas uma pequena parcela no oceano do mercado do vinho. No entanto, eles estão cada vez mais em demanda. Alguns vinhedos, vendo o aumento do status de produzir um vinho orgânico, podem fazer com que eles tentem ativamente mudar seus métodos de produção para se tornarem orgânicos. Esse processo é chamado de reconversão.

RECONVERSÃO DE UM VINHEDO
Parece religião, mas não é. A reconversão é o processo pelo qual uma vinha convencionalmente mantida pode se transformar em orgânica durante um período de tempo.

Este período de reconversão é fixado em três anos para os vinhedos, porque a videira é uma planta perene, enquanto que somente dois anos de reconversão são necessários para culturas anuais, como trigo ou vegetais.

O período de reconversão só começa quando as práticas totalmente orgânicas são adotadas, então, uma vez que o processo de reconversão começou, um produtor não pode usar práticas de produção não orgânicas.

A reconversão é difícil para o produtor de vinhos, há documentação extra, taxas de certificação e também grandes chances de sua renda ser reduzida. No entanto, há indícios que mostram que a reconversão está se tornando cada vez mais popular em todas as partes do mundo entre os chamados vinhedos tradicionais.

Conclusão

O que aprendemos no episódio de hoje, pessoal? Exato, que os vinhos orgânicos e biodinâmicos são bem mais naturais que outros vinhos. Eles contém menos agrotóxicos e adicionais químicos. O corpo agradece e o paladar também.

Vinhos orgânicos, geralmente, mostram características de aromas e sabor bem diferentes do comum. Muito mais nítidos. São vinhos com um ar mais rústico e menos “em escala industrial” – aquele que tem sempre o mesmo aroma e sabor. A experiência é válida.

Nossa redação nunca teve uma experiência negativa com vinhos orgânicos.

Gostou da postagem?

Assine nossa newsletter e receba todas elas em primeira mão no seu e-mail!
ASSINAR!

Sobre o Autor

Finalista da copa Vinhos do Brasil 2014 realizada pelo IBRAVIN. Colaborador da revista Clube do Champagne. Wine-junkie certificado. Passo meus dias entre vinhedos, escritórios e mesas de bar. Tin-tin!

Envie uma resposta

Cadastre-se e Aprenda sobre Vinho Grátis!

Toda semana você recebe as melhores aulas e postagens de forma gratuíta no seu e-mail! Sem pagar nada por isso.
CADASTRAR
Aproveite! Em breve nossos cursos serão exclusivos para assinantes!
close-link

Gostou da postagem?

Assine nossa newsletter e receba todas elas em primeira mão no seu e-mail!
ASSINAR!
close-link

Mais vinho, por favor!

Assine
e receba
GRÁTIS
dicas sobre vinhos

Divirta-se com uma taça!
ASSINAR
close-link
ASSINAR O BLOG
Shares
Share This