Dicas para comprar vinho no restaurante

0

Todo mundo que gosta de vinho, em algum momento já pensou em pedir vinho em restaurante. Seja numa reunião de amigos, um jantar romântico e em alguns casos até reuniões de negócio. Contudo, vem à nossa mente todos os detalhes que envolvem esse momento, desde a carta de vinhos que pode ser interminável ou a dúvida em relação ao preço x qualidade do vinho pedido.

Você chegou no restaurante, sentou bem lindo na sua mesinha. Você está bem acompanhado, claro. Quer impressionar aquela pessoa especial, ou simplesmente não quer errar no vinho que vai comprar, afinal de contas, dinheiro é dinheiro. E agora? Como escolher o vinho no restaurante?

Para ficar tudo ainda mais lindo, você recebe aquela carta de vinhos ameaçadora. Ela grita pra você: tenho 200 opções e você não é capaz de escolher uma. Decifre-me. Pode acreditar, você não está sozinho.

e-agora

Uma das dúvidas que a gente mais recebe por e-mail aqui no vem da uva é exatamente essa. O que fazer e como escolher o vinho ideal no restaurante? E claro, a gente nunca te deixa sozinho, então vamos fazer um passo a passo pra você se dar bem na próxima data especial. Você vai economizar uns trocos e impressionar.

E se não existir sommelier?

Ao chegar no restaurante, provavelmente o garçom, ou em alguns restaurantes o sommelier (profissional especializado no comércio e serviço de bebidas alcoólicas) irá lhe oferecer a carta de vinhos, caso isto não aconteça, basta você solicitá-la. Não entre em pânico.

himym-crying

Nós sabemos que a carta de vinhos em alguns restaurante são intermináveis. E você não foi ao restaurante para ler a bíblia, certo? No entanto, leve seu tempo, olhe atentamente safras, preços, regiões e tudo mais que lhe ajude a tomar uma decisão, caso você tenha dúvidas sobre algum rótulo específico, não hesite em pedir auxílio ao sommelier, caso o restaurante não tenha esse profissional, algumas distribuidoras dão alguns treinamentos aos garçons dos restaurantes para que eles auxiliem nas dúvidas básicas sobre o vinho.

Mas se você chegar no restaurante com o conhecimento aprendido em algum blog (eu indico o Vem da Uva, rs), melhora. Lembre-se que um sommelier ou um garçom é, antes de tudo, um vendedor. Tenha isso em mente.

Os truques que uma carta de vinhos pode esconder

Você sabia que em restaurantes, o prato mais caro do cardápio ajuda a aumentar o lucro do negócio, mesmo sem vender? Mas como? Os clientes pedem o segundo mais caro, que está embutido um lucro maior, estrategicamente, na elaboração do prato.

Com o vinho não é muito diferente. Se o dono do negócio for um bom planejador e administrador, ele sabe exatamente quão rentável é cada vinho de sua carta, e vai aplicar a mesma estratégia de comparação utilizada no cardápio.

No mundo dos negócios a gente sabe que por duas opções dificulta a decisão do cliente. A relatividade funciona dessa forma: há duas opções, uma melhor em um atributo, a outra em outro. Duas opções completamente diferentes. Haverá dificuldade na escolha. A coisa muda quando é colocada outra opção, parecida com uma das existentes, para facilitar a comparação entre elas.


Vamos ver um exemplo prático:

como-comprar-vinho-no-restaurante

Tá vendo como tudo é dinheiro? O seu vinho não foge a risca. Tente ficar esperto na hora da escolha do vinho na carta. Mas vamos lá, você passou dessa etapa. O que vem agora?

Escolhi o vinho, e agora?

Uma vez o vinho escolhido e realizado o pedido, a primeira coisa que o garçom deverá fazer é lhe mostrar a garrafa, nesse momento cabe a você conferir se este é o vinho que você pediu, nome, variedade, safra e estiver tudo certo, o rito continuará.

O garçom irá abrir o vinho e deixar a rolha no seu campo de visão, ou até mesmo lhe entrega-la.

ATENÇÃO
Nesse momento, você não é obrigado a cheirar a rolha, mas você pode observar alguns detalhes, que podem ser interessantes sobre o vinho.

No entanto, caso queira, examine-a e cheire-a. Se ela estiver verde e bolorenta, talvez o vinho esteja estragado. Se a rolha está sem cor em um vinho escuro, pode ser sinal de que a garrafa estava de pé. Se a rolha é longa, pode indicar um vinho de guarda, por exemplo. Muitos colecionam rolhas, se este for seu caso, não se acanhe e leve a rolha. Você pagou por ela.

E como faço quando o garçom/sommelier me serve?

Nesse momento, o garçom/sommelier poderá seguir por dois caminhos, ou ele mesmo antes de lhe servir, degustar uma pequena quantidade de vinho para certificar-se que o vinho encontra-se em perfeito estado, e logo depois, lhe servir uma pequena quantidade para que você faça o mesmo.

Ou servir apenas para que você verifique se o vinho está de acordo, sendo que se você não sentiu nenhum aroma de ovo podre, vinagre ou gosto de papelão molhado, você pode autorizar que o garçom sirva todos na mesa.

Como recusar um vinho no restaurante?

giphy

Se você identificou algum defeito no vinho, é nesse momento que você deve comunicar o garçom. Você só deve recusar o vinho que escolheu se ele estiver defeituoso. Se foi o sommelier que escolheu o vinho, esta troca é mais fácil. Se você for trocar o vinho, não pelo mesmo rótulo, mas por um vinho diferente, a etiqueta recomenda que você não peça um vinho muito mais barato, pois pode parecer que você se arrependeu do preço, não do rótulo.

A maioria dos restaurantes aceitará a recusa da garrafa sem discussão. Caso o sommelier discorde de você em relação à sanidade do vinho, ele o aconselhará a não trocar por outra garrafa do mesmo rótulo, pois o problema está na incompatibilidade do vinho com seu gosto pessoal. A tolerância na questão da troca varia muito de restaurante para restaurante. Logo, o entendimento e o bom senso é que vão pesar no momento.

E quanto de vinho é servido?

Na maioria das vezes o garçom já calcula a quantidade média de vinho servido para que a garrafa seja suficiente para servir à todos, caso você queira pedir outra garrafa, todo o rito será repetido. No caso de você querer outro vinho, as taças serão trocadas.

Conclusão

Bom, acredito que essas informações lhe ajudem na próxima vez que vocês degustarem um vinho em algum restaurante. E para quem ainda quer ler mais sobre degustação, você pode clicar aqui para acessar nosso guia completo de degustação. Além de que, não deixem de nos contar como foram suas experiências em restaurantes. Ou mandar esse post como um indireta para aquela pessoa que já passou da hora de lhe levar em um restaurante.

Sobre o Autor

Já quis ser advogado, juiz e economista. Tenho 23 anos. Técnico em Vitivinicultura. Estudante de Engenharia Química, sendo que no decorrer do caminho descobri que serei vitivinicultor.

Comentários fechados.

Cadastre-se e Aprenda sobre Vinho Grátis!

Toda semana você recebe as melhores aulas e postagens de forma gratuíta no seu e-mail! Sem pagar nada por isso.
CADASTRAR
Aproveite! Em breve nossos cursos serão exclusivos para assinantes!
close-link

Mais vinho, por favor!

Assine
e receba
GRÁTIS
dicas sobre vinhos

Divirta-se com uma taça!
ASSINAR
close-link
ASSINAR O BLOG
Shares
Share This